Monday, June 15, 2009

3 GREEN BOTTLES


Antes de desenrolar outro assunto... preciso consertar um erro... o festival que eu fui aqui em Sydney chama Vivid... e não Viva City... alguém me falou esse nome e eu acabei cometendo a gafe... mas como diz Cláudia Matarazzo, Gafe não é pecado!

Pois então... o tal do Vivid rendeu!!!!!!!!! Meninos e meninas, quando a gente reza, o Pai atende! (Por isso, aos meus leitores que recomendaram a macumba do Pai Galo posso dizer que: "Santo Agostinho das Causas Desesperadas foi mais rápido... menos de 24 horas!)
Depois da minha tortura durante a madrugada eu saí o mais rápido possível de casa... atrasada, mas bem vestida e não é que foi uma mão na roda?

Fui encontrar minhas amigas para um programa característico nosso e depois seguimos para encontrar o resto do povo... não sei como, até quem nunca aparece resolveu aparecer e não era espírito... todos bem vivos!!!
Aliás, uma das vantagens de ter um amigo fotógrafo quando a sua auto-estima precisa de um up-grade é que ele consegue te transformar em super modelo em cima de um banco com iluminação índigo no breu do observatório onde costumeiramente serial killers levam suas vítimas pelos cabelos para terminar o serviço... ou seja, ele é assim bom nesse lance de tirar foto!

Quando a gente escutou um rooooooooooonc no estômago de alguém fomos batalhar uma mesa no The Australian!
Três pizzas de canguru depois, topei na hora a idéia de ir na despedida do Músico! Claro o Músico está indo embora em alguns dias de volta para a Terra Brasilis depois de três anos, três meses e três dias... 333 dá 9 que é o fim do ciclo...! O único detalhe é que eu não conhecia o Músico... na verdade, ninguém conhecia o Músico... brincadeira, de todos nós, pelo menos uma pessoa conhecia o moço.

Cheguei lá e foi impossível não ficar feliz! Pela primeira vez em mais de um ano, entro numa balada em que a PRIMEIRONA música que escuto é conhecida! Porque vamos colocar assim... australiano tem um hábito para músicas peculiares quase tão exagerado quanto a maneira de se vestir (citação retirada do diálogo dos meninos de Manly: "o sapato de traveco para combinar com a passada torta de dinossauro andando com aquelas sainhas, mas a gente não reclama, tá ligado???" enfim, isso é assunto para um post inteiro rsrsrs).

Anyways... balada do Músico rolando solta, chego feliz porém tímida e resolvo que depois de ter a mente torturada durante uma madrugada inteira eu não ia permitir a recorrência de tal estress consecutivamente nem que eu tivesse que embriagá-la levemente! E sabe que foi uma ótima idéia!

Entre três dividimos uma garrafa de sparkling da casa (Welcome to the party - Patife moment), deu para relaxar o suficiente para cumprimentar o Músico com aquele sorriso amarelo de muito prazer, desculpa por invadir a sua festa mas no caso estávamos sem uma para ir e como a ocasião faz o ladrão, resolvemos verificar se a regra se aplica a festas alheias ... hehehe deu certo... ele sorriu de volta e descobri que além de gente boa ele também manja de numerologia.


Para variar, encontramos outros conhecidos entre os amigos dele, afinal, brasileiros em Sydney são como uma grande familia (leia-se: se aprontar, você vai cair na boca do povo então, arrume um jeito de pensar com seus neurônios ao invés dos hormônios) e logo de cara já pagamos carão por associação a um determinado membro da família que folgadamente empurrou pessoas no bar a noite inteira para fular fila sem que a gente soubesse... não vem ao caso... mas tenho certeza que a dita cuja tem problema... por isso que tem hora que passar por asiática é uma bênção, eu só fico quieta e me faço de tonta... funciona como um charme!!!


Dançamos, dançamos e dançamos! Uhuuuu fazia tempo que eu não curtia uma balada de verdade... Investimento feminino de mais 30 (What a Wonderful World - Ramones version moment) em outra garrafa de de sparkling (alcohol units divididas, é claro)... opaaa o mundo está bonito e fiquei pensando que talvez os bêbados tivessem uma visão mais bacana do mundo do que os sóbrios... não estou defendendo o alcolismo e muito menos o álcool como fuga da realidade... a realidade é sempre a realidade, mas hoje entendo que o álcool controladamente (entendeu que a palavra controladamente está em negrito?) não tem nada de errado e também tem sua função no mundo...


Antigamente eu não me permitia nem experimentar para afirmar que não gostava, hoje eu sei do que gosto e do que não gosto e por isso sei escolher com alguma sabedoria. E não fico engolindo qualquer coisa porque as pessoas acham chique, brega, isso ou aquilo... não gostei do gosto, não ponho para dentro e poupo meu fígado... o pobre órgão já tem bastante para processar, principalmente quando eu fico nervosa. Regra pessoal, é regra pessoal.


Terceira garrafa...(ahahhahahahah mas eu to rindo à toa... esse momento todo mundo que vai no forró conhece... nem precisa de banda)... "Músico, mandou muito bem! O Dj é muito bom!"

e ele respondeu "Obrigado!" A gente não se despediu nesse dia porque combinamos de fazer meu mapa numerológico depois da balada... e melhor deixar a história do mapa numerológico falar por si só, ou melhor, num próximo post quem sabe!


Meu saldo do dia: inacreditavelmente acabei no lugar certo, na hora certa, sem querer mas porque eu sabia o que queria, e a vida abriu as portas para que eu desse meus passos nessa direção... Foi a primeira vez que tomei um porre, comi uma pizza de canguru, conheci um músico, pousei para um fotógrafo e ganhei um mapa numerológico no mesmo dia!


Minto... ganhei muito mais... ganhei em vida... o sentimento impagável de estar viva e acordar no dia seguinte sem ressaca e sem arrependimentos!

PS... AGURADEM AS CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS... AHAHHAHAHHHA


6 comments:

flores na janela said...

Amei
muito bom mesmo
Desculpe,
Olá me chamo Pamela, vi seu link e não resisto a novos blogs, amei todos os textos.
Pensei no começo do texto que ia rolar alguma coisa com o musico, mais vi que o que contou foi o fato de sair com amigos e se divertir.
Estou ansiosa pelo próximo.
bjs

MaMoriMata said...

Oi Pamela...curti que voc^e veio me visitar... ent~ao foi isso mesmo, eu precisava muito de um tempo das minhas loucuras e encontrei o que estava precisando... eu e o músico vamos nos encontrar em breve, aí conto mais das minhas aventuras pós mapa numerológico, quem sabe você não se surpeende com o próximo post... ahahhahah

Marcos Hemmi said...

Poxa... minha ideia do Pai galo foi show vai!!! Pena q o agostinho foi mais rapido...

Bjs,
Mark

Anonymous said...

Ahhhh essas 3 green beaaaautiful bottles!!!

Otima ideia, valeu a pena!!!
Bjooo

João said...

Da ola ....
Gostei pra caramba do teu blog ... Olha ... Vc escreve como se tivesse pensando alto e isso eu acho demais ...
Tomara que continue tendo paciencia para aançar nesse projeto, pois eu ou estar sempre aqui lendo ...
Abraços
Johnnie®

Thaís said...

Cynthiã entrando pro mundo pop e tomando porre, hein?! ADOREI!! (Thá)